A Escola de Química e Alimentos – EQA, antigo Departamento de Química, recebeu esta nova denominação em Agosto de 2008, mantendo a integração entre os cursos de graduação em Química Licenciatura, Engenharia Química e Engenharia de Alimentos, além dos cursos de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado.

O curso de Química Licenciatura foi criado a partir do curso de Ciências-Licenciatura de curta duração que foi reconhecido em 1974, reformulado em 1979 e implantado desde 2004.

O curso de Engenharia Química da FURG originou-se do curso de Engenharia Industrial modalidade Química da Escola de Engenharia Industrial de Rio Grande, que funcionou regularmente até 1977, quando foi transformado em curso de Engenharia Química.

O curso de Engenharia de Alimentos teve início em 1979, tendo em vista o considerável avanço da tecnologia de produção de alimentos e a constatação da existência de um mercado de trabalho para técnicos de nível superior com esta formação, na região.

Além disso, foram implementados os cursos de pós-graduação nas áreas de Engenharia e Ciência de Alimentos e de Química Tecnológica e Ambiental como resposta à necessidade de formação de profissionais que possam alavancar o desenvolvimento da pesquisa nas áreas de ciência, tecnologia e engenharia de alimentos assim como de química.

Através destes cursos, a FURG e a EQA buscam, então, promover o ensino, a pesquisa e a extensão, contribuindo com o desenvolvimento da sociedade, promovendo a educação plena para o desenvolvimento humano, capacitando profissionais para atuação na área de ciência e tecnologia.

Para atender as suas atividades a EQA conta com 53 docentes efetivos (44 doutores e 09 mestres), 22 técnico-administrativos em educação, além de bolsistas remunerados e voluntários, monitores e estagiários. A escola possui ainda uma estrutura, composta por 30 laboratórios, dividida entre ensino e pesquisa.

A EQA também é responsável pelo oferecimento da totalidade de disciplinas de Química para os demais cursos da Universidade.

A EQA está presente ainda no Campus em Santo Antônio da Patrulha, com dois cursos presenciais, um de Engenharia Agroindustrial Agroquímica e outro de Engenharia Agroindustrial Indústrias Alimentícias. Estes cursos iniciaram em 2009, conseqüência da expansão da educação superior que contou com o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). Nesse campus, a EQA conta com mais 20 docentes efetivos (doutores) e 06 técnico-administrativos em educação, além de uma estrutura composta 09 laboratórios entre ensino e pesquisa.

Em 2010, também conseqüência do REUNI, foram criados em Rio Grande mais dois cursos de graduação: Química Bacharelado e Engenharia Bioquímica. E no ano de 2013, teve início o curso de pós-graduação na área de Engenharia Química.

Algumas das linhas de pesquisa que a EQA se dedica são Bioprocessos em Alimentos, Caracterização de Recursos Agropecuários, Secagem de Alimentos, Valoração de Recursos Hidrobiológicos, Desenvolvimento de Metodologias Analíticas, Química Orgânica Tecnológica, Tratamento de Efluentes, Análise de Riscos Industriais, Nanotecnologia, Catálise, entre outras