SITUAÇÃO LEGAL:

 

Reconhecido pela Portaria Ministerial 810, de 17/10/85, publicada no DOU de 18/10/85.

 

QUADRO DE SEQUENCIA LOGICA

 

CONCEITOS OBTIDOS NAS AVALIAÇÕES PROMOVIDAS PELO MEC:

 

ENADE        Ano de 2005 – 3

 

 

 

CARGA HORÁRIA TOTAL: 3885h/a

 

 

 

INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR:

 

Tempo mínimo – 5 anos

 

Tempo máximo – 9 anos

 

 

 

TURNO PREFERENCIAL DE FUNCIONAMENTO: manhã – tarde

 

 

 

OBJETIVO

 

O propósito do curso de Engenharia de Alimentos é formar um profissional capaz de desempenhar com prioridade as atividades de Engenharia aplicadas à indústria de alimentos. Com esse objetivo, a FURG implantou em 1979 o curso de Engenharia de Alimentos, reconhecido pelo Governo Federal em 17/10/85, tendo seu currículo definido através das Resoluções nº 48/76 e n.º 52/76 do CFE.

 

 

 

PERFIL VOCACIONAL DO ALUNO

 

A Engenharia de Alimentos requer raciocínio abstrato, aptidão numérica e verbal, sociabilidade e interesse por atividades científicas nas áreas de química biológica e tecnologia.

 

O engenheiro de alimentos é o profissional capacitado para atuar em diversas áreas de uma indústria de alimentos, como produção, controle de qualidade, planejamento e projeto industrial, gerenciamento e administração, fiscalização de alimentos e bebidas, marketing e vendas, pesquisa e desenvolvimento de seus produtos, montagem, consultoria e outras.

 

Essa capacitação fundamenta-se principalmente em dois aspectos: uma profunda compreensão das matérias-primas e dos processos a utilizar na transformação, acondicionamento e conservação dos produtos alimentícios. Para isso, o engenheiro de alimentos deve conhecer a composição dos alimentos, causas de deterioração, reações com o ambiente e as que ocorrem entre seus constituintes.

 

O engenheiro de alimentos tem conhecimentos que lhe permitem o uso racional da ciência, técnica e engenharia dos alimentos, de modo a minimizar as barreiras entre produtos alimentícios e consumidores. Portanto, apresenta condições para minimizar custos e maximizar a qualidade dos produtos alimentícios industrializados.

 

 

 

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

 

O profissional engenheiro de alimentos possui as seguintes atribuições profissionais legais: assistência, assessoria e consultoria; condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; condução de trabalho técnico; desempenho de cargo e função técnica; direção de obra e serviço técnico; elaboração de orçamento; ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão; estudo de viabilidade técnico-econômica; estudo, planejamento, projeto e especificação; execução de desenho técnico; execução de instalação, montagem e reparo; execução de obra e serviço técnico; fiscalização de obra e serviço técnico; operação e manutenção de equipamento e instalação; padronização, mensuração e controle de qualidade; produção técnica e especializada; supervisão, coordenação e orientação técnica; vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico.

 

Além disso, o engenheiro de alimentos possui habilidades para inserir-se nas seguintes áreas de atuação: armazenagem, consultoria, controle de qualidade, equipamentos, gerenciamento e administração, manutenção, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, planejamento e projeto industrial, projeto e dimensionamento de equipamentos e processos, setor de marketing e vendas.

 

 

 

INFRAESTRUTURA DISPONÍVEL

 

O curso funciona nos Campi Cidade e Carreiros da FURG, onde conta com salas de aula, biblioteca, plantas-piloto (de processamento de alimentos e de operações unitárias) e diversos laboratórios, como Engenharia Bioquímica, Micotoxinas, Laboratórios de Informática, Engenharia de Bioprocessos, Tratamento de Efluentes, Química Básica, Química Analítica, Análise Instrumental, Química Orgânica, Físico-Química, Química de Alimentos, Bioquímica de Alimentos, Microbiologia de Alimentos, Análise Sensorial, Tecnologia de Alimentos, Física, Ensaios Mecânicos, Metalografia, Eletricidade e Magnetismo, Termofluido, Microscopia e outros.

 

Além disso, conta com o primeiro Programa Especial de Treinamento (PET) do País, Empresa Júnior e ampla integração com os programas de Mestrado em Engenharia de Alimentos, em funcionamento na FURG desde 1996 e de Doutorado, desde 2004.

 

 

 

ESTRUTURA CURRICULAR

 

O curso oferece matérias de:

 

Formação básica

 

Matemática, Física, Química, Mecânica, Computação, Desenho, Eletricidade, Resistência dos Materiais.

 

Formação geral

 

Humanidades e Ciências Sociais, Economia, Administração, Ciências do Ambiente e Nutrição.

 

Formação profissional geral

 

Química Analítica, Química Descritiva, Físico-Química, Materiais, Estequiometria, Operações Unitárias, Fenômenos de Transporte, Termodinâmica.

 

Formação profissional específica

 

Química de Alimentos, Bioquímica de Alimentos, Microbiologia de Alimentos, Matérias-Primas Agropecuárias, Tecnologia de Alimentos, Análise Sensorial, Engenharia Bioquímica, Águas Industriais e de Consumo e Tratamento de Efluentes.

 

Matérias de complementação curricular:

 

Desdobradas num elenco de disciplinas, tais como Engenharia de Segurança, Instrumentação, Refrigeração, Higiene, Estágio Supervisionado, Projeto de Graduação e outras.